11 5051-4084 | comercial@profashional.com

Moda

Moda - Revista Profashional

Portugal Fashion

A moda lusitana

Portugal encanta por sua paisagem natural e arquitetônica e pelo povo gentil e hospitaleiro. Porém, de uns anos para cá o cenário Fashion vem ganhando força, tornando-se referência.
Em sua 38º edição, o Portugal Fashion trouxe para a passarela renomados estilistas, além de consagrar talentosos estreantes - Por Drica Rosa

Portugal Fashion - Revista Profashional

A convite do evento, a Profashional arrumou as malas e embarcou rumo a Portugal, para acompanhar in loco os quatro dias de desfiles. Os desfiles tiveram início em Lisboa, no convento do Beato e seguiu para o Porto, que abrigou o restante da semana de moda portuguesa.
Para
Nomes como Katty Xiomara e Luis Buchinho são sempre muito aguardados e atenderam às expectativas. Outros, porém, regressaram ou estrearam com o pé direito. Foram ao todo 37 desfiles e a Profashional fez suas escolhas:

Anabela Baldaque

A estilista criou uma coleção inspirada nos sonhos e fantasias. A linha condutora, retratando personagens enigmáticos, é perfeita para um filme de suspense ou uma série americana. A cartela de cores foi formada por tons cinzentos, preto, azul e prata. A feminilidade foi ressaltada com toques de rosa. A silhueta diversificada, ora larga ou mais justa, mostrou peças ecléticas, para todos os tipos de mulheres.

Pé de chumbo

A marca pisou pela primeira vez na passarela do Portugal Fashion e fez bonito. A coleção trazia um ar étnico, com franjas e patchwork, mesclando tecidos finos e transparentes com muita lã. As cores em destaque foram o cinza, preto, bege e vermelho. Foi um desfile cheio de texturas e conceito. Amamos!

Miguel Vieira

As cores foram o ponto alto da coleção do estilista, conhecido por criar peças elegantes. Tons fortes como o azul cobalto e mostarda, foram equilibrados pelos mais neutros como o azul escuro, branco e preto, que na maioria das vezes, recebia pitadas de cor em lenços e bolsas. As criações tinham linhas informais muito femininas. Para eles, trajes estruturados e corte impecável. Realmente um luxo!

Katty Xiomara

Nesta temporada, Katty trouxe para a passarela um espírito valente e de aventura, deixando a mulher inserida em suas raízes, mesclando o urbano com o rural. A base das cores é formada por três tons: azul, preto e vermelho. Franjas, cortes e brilhos deram um toque especial. Destaque para a mistura de materiais.

Calor Gil

O que se viu no desfile foi uma mistura elegante de cores, texturas e estilos. Tínhamos em um mesmo look o clássico com brilhos e texturas. Esse mix com certeza é tendência para 2017. Vamos levar em conta!

Luís Buchinho

A passarela do estilista se transformou num verdadeiro quebra-cabeça, onde cada look representava uma peça do gigante puzzle. Umas encaixavam perfeitamente nas outras, com exceção de uma, pendente. Essa busca pela peça perdida é representada pelas linhas gráficas, em silhuetas simples. O azul, preto e cinzam reinaram soberanos. Ah, e aqui o lugar escolhido para o desfile foi o encantador Museu do Carro Elétrico, no Porto. Uma verdadeira viagem no tempo!

Pedro Pedro

Um manifesto antiglamour foi o que vimos nas criações do estilista. A roupa transmitindo a liberdade do corpo. Silhuetas largas, volumosas, cortes assimétricos e sobreposições deram vida a uma coleção despretensiosa, porém bem interessante.

Elsa Barreto

Denominada de DRAMA, a coleção traz uma sensualidade dramática, mostrando a mulher moderna em diferentes situações. Rendas, peles casacos com amarrações na cintura e muita bota over the knee mostraram o poder da figura feminina.